Páginas

domingo, 17 de julho de 2011

Uma Peça Chamada Paixão...

No meio de um palco
Com a platéia cheia
Quero uma cama perfeita
Em que não haja distinção
Entre o amor e o tesão
Que o texto não seja decorado
E o enredo não seja ensaiado
Quero uma foda bem dada
Quero um sexo inventado
Quero uma transa tarada
Quero tudo e não quero nada
Quero ficar alucinada
Quero lhe deixar cansado
E no final do espetáculo
Cujo nome é Paixão
Ser aplaudida por uma multidão! 
Marly Caldas   

9 comentários:

Ingrid disse...

ela faz poesias eróticas bem lindas!
beijos aldrey..

Afrodite disse...

Não só faz poesias cheias de luxúria como incendeia a imaginação de quem lê...
beijo!

Lou Albergaria disse...

ôh, se quero.... a vida sem paixão é só um rascunho mal rasurado...
"necessito o êxtase!"

Beijos!

► JOTA ENE ◄ disse...

ººº
Imagem fabulosa onde as palavras 'compõe' o ramalhete...

Janaína Pupo disse...

Nossa, que delícia, minha amiga. Deu calor rs.
Beijos.

mencanta fetish disse...

ummm adoro la sal y la pimienta, y el curryyyyy, kkkkkkkkkkk

Nos Amando... disse...

uau
a inspiração
aqui foi total hehehe
amiga obrigada
pelo selinho amei.
linda semana.


"O Amor, Ao Meu Amigo, Vento...,Leve!!! Te Amo...!!!
Até Amanhã...Te Amo...!!! Até Amanhã...Te Amo...!!!!"
(Martha Medeiros)

'Lara Mello disse...

Gostei muito ;)

{princess kitty}龍戦士 disse...

Miauuuu!!!

Linda e excitante poesia! Bela escolha!

Miaubeijokas querida! =^.^=