Páginas

segunda-feira, 7 de dezembro de 2009

Sexualidade sem preconceito





Quando se fala em sexualidade já vem a cabeça,delícia,mas quando se ouve preconceito ai ai ai.É muito complicado falar de sexualidade sem tocar no preconceito,porque sexo não é sempre homem e mulher,tem outros rótulos como gay,lésbica,travesti,transexual,bissexual,homossexual...

As pessoas só querem viver suas vidas e fazerem sexo da maneira delas,seja com quem for,todos tem direitos,mas lá no fundinho nosso tem o dilema da igreja,claro que a gente luta,pra vencer esse preconceito,mas somos criados numa sociedade preconceituosa,em que tudo é feio,ou quase tudo.

Mas antes de rotularem as pessoas,a gente não pode esquecer que acima de tudo saõ seres humanos com desafio de vida,que tentam entender suas opções sexuais.

A gente tem que pensar que sexo não é pecado,mas o preconceito perante as pessoas sim,quem não quer viver feliz com quem ama?

Mas o problema é que as pessoas ficam com medo da reação de seus familiares,e acabam se auto-sabotando,e mentindo pra si mesmo.

O ponto positivo que existem muitas pessoas que resolveram,lutar por sua sexualidade,deixando de ter medo de serem hostilizadas por suas escolhas,e não vai pensando que só existem esses rótulos que coloquei aí em cima,porque o preconceito existem também com o deficiênte,seja amputado,cadeirante ou anão,mas as vezes as pessoas se esquecem,mas imagina em uma rua andando de mãos dadas um anão com uma pessoas dita normal,as pessoas param e ficam olhando,como se fossem uma berração.Acho que chegou o momento de todos gritarem,e viver sua sexualidade sem preconceito!!Tenham coragem!!

3 comentários:

Anônimo disse...

seje feliz nao importa sua opsao sexual

TODOS & TODAS disse...

NOSSA EU DETESTO ACHAR QUE TENHO UMA VERDADE ABSOLUTA,PARA OS OUTROS SERES HUMANOS NÃO JULGAREM SEU PROXIMO PODIAM PARAR E PENSAR:SE FOSSE COMIGO GOSTARIA DE SER TRATADO ASSIM?PRONTO SÓ COM ESSA SINCERA REFLEXÃO A METADE DESSES PROBLEMAS SERIAM RESOLVIDOS....

ઈઉÎðêñ¡ä ઈઉFäðäઈઉ disse...

Acho que muito mais importante é o caráter da pessoa e não a sua sexualidade...Que importa se aquela pessoa é bi,homo,trans ou prefere deficientes ou gordinhas,anãs?
Sinceramente eu tenho sérias dúvidas em relação as pessoas preconceituosas...Não conheço ninguem com capacidade suficiente para dizer o que nos fará feliz a não ser nós mesmos...É muito bom ditar regras quando elas são para serem seguidas pelos outros...É muito bom viver a vida do outro...
Acho que quem se preocupa em ditar regras a vida do outro é pq não tem
capacidade de viver a sua vida...
Não conhece o que é ser feliz...
Não sabe o que é amar.

beijos