Páginas

sábado, 2 de abril de 2011

PRA ELE


Remeta-me os dedos em vez de cartas de amor…
Ou melhor, remeta-me ambos!
Pois não sou mulher que se contenta com pouco!
Eu quero tudo ‘muito’
Quero ‘tudo’ mesmo!
Mesmo que seja over
Mesmo que se esgote
Não quero que seja imortal
Posto qué é chama,
Mas quero que seja infinito enquanto dure, sim!
Como o primeiro beijo
Como quando a gente goza junto…
Quero intensidade
Exagero mesmo!
Orgasmos… Muitos! Múltiplos!
Dor, prazer, fúria, euforia
Sedução, paixão, loucura!
Tudo que é divino
Tudo que é profano
E apesar de doida, tarada, safada
Com você não preciso de ménage a trois
Basta um pas de deux!
Não sou mulher que se contenta com pouco, já disse…
Mas você
Fogo do inferno
Pedaço do paraíso
Você é tudo!
Luhanna Molloni

10 comentários:

Ingrid disse...

que delícia de versos aldrey..
beijo e bom findi

submissa flor de cristal{LB} disse...

Aldrey que lindo!!Me desculpe,gostei tanto que vou roubar para enviar ao Lord Byron, tá bom?

Beijokas moça romantica!

flor de cristal{LB} .

Eroticamente (In) Correto disse...

Que belo poema. Fiquei encantado com tal declaração!

SEX IS MY LIFE disse...

Belo poema, de fato...
Sensualidade, ritmo e métrica bem definidos.
Ótima poesia....parabéns pelo post.

Sorry i cant fly... disse...

Perfect Aldrey kerida.
Bjlhões saudosos.

Guará Matos disse...

É deese jeito mesmo!
Consumação total!

Bjs.

Lou Albergaria disse...

Lindo!

O transbordamento do excesso! Amo!

Beijos!

LEO disse...

Sorte desse cara! Com todo esse tesão e paixão...
Um beijão delicioso e molhado em vc!

Boa Semana!
Leo.SeximaginariuM

Falando com Gabi disse...

oi tdb? estou escrevendo no Para Lady's e estou passando aqui para divulgar o meu post de hoje, sexo na história, se puder dar uma passada por lá ficarei grata.
abraços.
http://blogparaladys.blogspot.com/2011/04/falando-com-gabi-sexo-na-historia.html

{princess kitty}龍戦士 disse...

Hummm...

Essa poesia me diz tanto tbm... vou dedicar para um certo "Ele" rsrs

Miaubeijos =^.^=